CBF conversa com Pia Sundhage para substituir Vadão na Seleção Feminina
10/07/2019 18:17 em Esportes

Treinadora bicampeã olímpica com os Estados Unidos já teria sinalizado interesse em assumir a equipe brasileira

A Seleção Brasileira de Futebol Feminino pode ter novidades em breve. A sueca Pia Sundhage, bicampeã olímpica com os Estados Unidos e atual treinadora do time Sub-16 da Suécia, seria o nome preferido da CBF para assumir o comando da equipe principal. As informações são do blog da Gabriela Moreira no Globoesporte.com.

Após a eliminação para a França nas oitavas de final da Copa do Mundo, Pia foi procurada pelo presidente da CBF, Rogério Caboclo, e se mostrou aberta a uma proposta. A ideia dos dirigentes é oferecer um contrato de longo prazo para a treinadora e deixá-la à frente de um processo de renovação e reformulação da Seleção Feminina. Vale lembrar que Pia Sundhage participou de um seminário sobre futebol feminino no início do ano a convite da própria CBF e respondeu perguntas a respeito do escrete canarinho mostrando que um acerto seria possível embora tenha contrato com a federação sueca até o final de 2019.

A CBF entende que Pia Sundhage é o nome perfeito para assumir a Seleção Feminina pela experiência e pela vivência na modalidade. Ela seria para a equipe feminina o que Tite é para a masculina: uma espécie de “escudo” moral e técnico para a Seleção Brasileira.

O passo seguinte deve ser dado nas próximas semanas com uma proposta oficial. A CBF também quer conversar com Vadão, atual treinador da Seleção Feminina. Nos bastidores, comenta-se que a sua permanência no comando da equipe é muito difícil, já que os dirigentes entendem que o cenário é de mudança. Ao mesmo tempo, já é consenso na entidade de que a eventual substituta de Vadão será uma mulher. Caso Pia Sundhage não aceite a proposta, a CBF irá atrás de outra mulher com experiência no futebol feminino.

O presidente Rogério Caboclo é quem cuida das negociações com Pia Sundhage. Coordenador de Futebol Feminino da CBF, Marco Aurélio Cunha está ciente, mas não participa das conversas com a treinadora sueca.

Pia Sundhage nasceu na cidade de Ulricehamn, na Suécia, no dia 13 de fevereiro de 1959. Foi jogadora de diversas equipes do seu país passando também pela Lazio da Itália em meados dos anos 1980. Pendurou as chuteiras em 1996 e trabalhou como assinstente técnico e treinadora em equipes suecas e dos Estados Unidos. Assumiu a equipe principal do país em 2008 onde conquistou a medaha de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim (em 2008) e Londres (em 2012). Foi vice-campeã da Copa do Mundo de 2011 também com as norte-americanas e medalha de prata nos Jogos Rio 2016 com a Suécia eliminando a Seleção Brasileira nas semifinais.

 

Créditos: Torcedores.com

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE